Please reload

Posts Recentes

Epilepsia atinge cerca de 3 milhões de brasileiros - Reportagem Jornal da Band

December 6, 2016

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Um pai com epilepsia

 

O dia dos pais é um dia repleto de sensações diferentes, seja de saudade, responsabilidade, compromisso ou respeito, todos nos encaixamos em algumas delas ou todas como é o meu caso.

Lembro que sempre fui desde muito cedo um cara que traçava metas, tinha sonhos, expectativas e assim eles permanecem e hoje até se superaram por outros novos. Um desses sonhos definitivamente, em algum momento, foi o de ser pai. Ter epilepsia pode em diversos momentos ser um fator complicador para determinadas situações, mas nunca o suficiente para me fazer desistir.

Ser um pai com epilepsia refratária é complexo se pensarmos nas dificuldades que acabamos encontrando no dia a dia e ao mesmo tempo é simples como se já nascêssemos sabendo que em algum momento de nossas vidas passaríamos por aquilo e estamos prontos.

Quando minha filha nasceu eu tinha um medo grande de como ela entenderia o fato de o pai dela ter crises e como tudo isso seria, mas parece que a Júlia apesar de sua pouca idade aqui está para me mostrar e ensinar diversas coisas e para principalmente me fazer entender que em uma relação de amor de verdade tudo pode e deve ser superado.

Passam-se os dias e vou interpretando cada passo que a vida me orienta a dar, construindo meu caminho, aprendendo e conhecendo mais um pouco, afinal ser pai é um eterno aprendizado, no meu caso diria que é uma relação de troca, de uma amizade tão bonita e diferente por sua pureza e necessidade de se estar juntos dividindo todos os momentos e entendendo que ali sempre teremos uma mão para segurar, um braço para nos acolher e principalmente um sorriso para nos confortar.

Sempre quando dou uma palestra coloco uma foto como essa e digo que em nossa vidas precisamos ter referencias que nos motive a seguir adiante e é inegável que no meu caso a minha é a Júlia e o fato de ter epilepsia é tão ínfimo perante isso tudo que fez com que aprendesse que a epilepsia pode fazer parte da minha vida, mas jamais ela será a minha vida, existe coisa muito mais importante e que é motivo para deixar meu coração muito mais feliz..

Sendo assim em mais um dia dos pais eu não tenho nada além do que agradecer a filha maravilhosa que tenho.

                                                             FELIZ DIA DOS PAIS!!!

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linnkedin
Comparrtilhe no Pinterest
Compartilhe no Google+
Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon

© 2020 Viva com Epilepsia

• Eduardo Caminada Junior •

  • White Instagram Icon
logo injoy
  • White YouTube Icon