Please reload

Posts Recentes

Epilepsia atinge cerca de 3 milhões de brasileiros - Reportagem Jornal da Band

December 6, 2016

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Um "pouco" de paciência

 A palavra paciência faz parte da vida da pessoa com epilepsia de forma muito integra e forte. É necessário que possamos entender ela literalmente e como se aplica a nossas vidas.

Como tive a minha primeira crise aos 3 anos de idade, provavelmente essa foi a palavra que mais escutei durante todo o meu tratamento e que por consequência acabo usando da mesma forma com outras pessoas que hoje tenho contato e passam pela mesma situação que eu vivo no meu dia a dia.

Lembro de ouvir que era preciso ter paciência de todos os profissionais que trabalhei nesse tempo de tratamento e também de familiares. É inevitável que contestemos a situação que passamos e acaba sendo muito complicado para cada um de nós entender exatamente o porquê de passar por todas essas questões e não existe nada melhor para nos fazer entender ou até mesmo não fazer entender, mas consolar o entendimento, do que ter paciência. Uma vez escutei de um médico com quem tratava e aquilo permaneceu na minha cabeça, a seguinte frase: “O paciente não é chamado dessa forma por acaso”.

Aprendi em todos esses anos vivendo com a epilepsia que um dos melhores remédios que tive para meu tratamento foi criar referencias. Geralmente falo isso com frequência, não ter referencias faz com que a nossa mente nos leve a acreditar que a situação que vivemos é somente nossa e acabamos achando que enfrentar a vida é algo muito difícil e complicado, até porque não conseguimos perceber de que maneira devemos fazer isso.

Quando olhamos para além da nossa porta vemos um mundo diferente, pessoas que passam pela mesma situação e lidam de maneira tranquila e outras até piores do que a nossa, nesse momento criamos as referências e percebemos que o mundo vai muito além da epilepsia, percebemos que temos uma vida a ser vivida e podemos sim vive-la com qualidade. Cada um tem seus limites, conhecemos dentro de nós mesmos até onde podemos chegar e por muitas vezes chegamos muito além do que isso, mas enquanto não enxergarmos as nossas referências jamais chegaremos a lugar algum.

Ter uma mente ocupada e orientada a esforços afim de buscar situações melhores a serem vividas nos beneficia e muito, inclusive em muitos casos até reduzindo o número de crises, dependendo do caso e diagnostico da pessoa com epilepsia. É impressionante como quando nos sentimos pessoas uteis e dentro do sistema em que vivemos, como nosso corpo responde de forma positiva.

A importância de trazer uma energia positiva para nossas vidas começa através de nossos pensamentos e posteriormente são aplicados através de atitudes que tomamos, nesse momento tudo tem um sentido diferente e até parece que se torna mais fácil, ai entendemos que a paciência pode ter feito sentido.

Ter paciência não quer dizer que precisemos estar entregues e esperando que tudo aconteça sem que seja necessário esforço algum, ter paciência está associado a se esforçar e se aplicar para alcançar o seu objetivo, mas não achar que as coisas acontecem de uma hora para a outra e sim com tempo e dedicação.

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linnkedin
Comparrtilhe no Pinterest
Compartilhe no Google+
Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon

© 2020 Viva com Epilepsia

• Eduardo Caminada Junior •

  • White Instagram Icon
logo injoy
  • White YouTube Icon