Please reload

Posts Recentes

Epilepsia atinge cerca de 3 milhões de brasileiros - Reportagem Jornal da Band

December 6, 2016

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Eu também tenho problemas!

 

Eu tenho epilepsia desde os três anos de idade, por inúmeras vezes percebi a necessidade de minha mãe e familiares tentarem me afastar dos problemas que a vida apresentava à todos, até pelo fato de acreditarem que já tinha os meus suficientes para lidar e aprender a conviver.

É natural uma proteção a mais, com certeza meus familiares tentaram amenizar certas condições, inclusive utilizando recursos que não eram os certos como enxergo hoje, já que a proteção, por muitas vezes vem carregada de mentiras e omissões que em algum momento se manifestam e nos deixa muito mais tristes por saber essa revelação do que se talvez tivéssemos enfrentado o momento da maneira que nós precisávamos.

É claro que tudo tem seu tempo e dependendo da idade que estamos, realmente são nossos familiares que assumem, na grande maioria das vezes, diversas questões, inclusive pelo fato de muitas vezes não termos autonomia suficiente para poder resolve-las.

Eu particularmente, mesmo com certos cuidados sempre fui apresentado a meus problemas, inclusive o tempo foi me apresentando situações muito difíceis de se enfrentar e ainda é dessa forma. Não é diferente para ninguém, independentemente de ter epilepsia ou não.

A grande diferença é a forma como olhamos para nossos problemas, muito mais do que aprender a forma que os outros nos ensinam é a forma como entendemos ser a ideal de lidar com eles que faz com que possamos encontrar as nossas soluções, mesmo assim a possibilidade e oportunidade de estar aberto a aprender a cada dia nos deixa sempre prontos a enfrentar situações novas, mas não definitivamente à todas elas.

Jamais estaremos prontos e seguros para enfrentar a todos, talvez ficar convicto de estar próximo a pessoas que possam lhe trazer sempre uma palavra que abra seus pensamentos e a um ambiente, seja ele qual for, que tenha uma energia positiva que lhe ajude é sempre muito positivo, mesmo assim é muito difícil. Agora de uma coisa tenho certeza, se o problema é seu ninguém pode resolve-lo por você.

Apenas lamentar e reclamar não traz solução alguma a nada do que precisamos. É preciso ter atitude, tomar iniciativa, acreditar na própria força e tomar a frente das suas coisas. Escrevo como se fosse algo que a minha mente precisasse aprender, acima de tudo pelo fato de assumir a questão de que meus problemas devem ser prioridades a serem resolvidas e definitivamente posso até ajudar e ser alguém que se aproxime muito dos outros, mas preciso me aproximar mais de minhas questões.

Sempre fui ótimo para ajudar e beneficiar ao outro, mas preciso ter atitudes que beneficiem a mim mesmo. Talvez me sentiria melhor por isso. rsrs

O fato de ter epilepsia é muito desafiador, mas não é mais do que enfrentar a própria vida e buscar a cada dia algo que nos faça bem de verdade.

Provavelmente quem acorda e escreve um texto desse é porque ter muitos problemas para resolver e que incomodam a sua mente. Esse sou eu. Esses somos todos nós.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linnkedin
Comparrtilhe no Pinterest
Compartilhe no Google+
Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon

© 2020 Viva com Epilepsia

• Eduardo Caminada Junior •

  • White Instagram Icon
logo injoy
  • White YouTube Icon